a ironia das realidades


habito onde o que mais importa é que se faça notar (nem que depois se perca num vácuo)... lamentavelmente, prefiro marcar, nem que seja, pela diferença... (na fotografia haverá sempre alguém a destoar... me!)
sei que meu caminho será, seguramente, mais duro, mais tortuoso, e que, no fim, não haverá prémio ou reconhecimento à minha espera... mas as batalhas que for vencendo são, para mim, mais importantes que uma medalha que hoje vale o que vale e, amanhã, mais não será que um metal sem valor...

se o facilitismo fizesse parte do meu léxico não me daria ao trabalho de querer melhorar no que realmente é importante, por isso, perdoem-me a teimosia (que da franqueza não me arrependo) mas não abro mão de quem sou e do que prezo de verdade!

:P

1 sussurrando:

NoGuerra disse...

Podemos até lutar muito, e mesmo que se ganhe pouco o importante é GANHAR ALGO!
(nem que seja a nossa alma, o nosso verdadeiro Ser)

Bjs na prima linda de saudades***