delírio


por muito que procuremos, aqui, não há espaço para o acaso, porque o sentido não é casual, antes pleno e absoluto. sei-nos tardiamente, mas, no tempo certo, no tempo construído desde o momento em que se cruzaram duas almas escondidas em sonhos de criança.

2 sussurrando:

NoGuerra disse...

ohhh... não estou na tua lista de blogues que lês??? Magoei...

Bjs aromáticos***

Andr3 disse...

Esse delírio poderia ser aplicado em muitos assuntos ou acaso..mas..a nossa procura vem desde o conhecimento da nossa existência como pessoas, sim...

E irá permanecer até...sermos gente!

;)